segunda-feira, 24 de março de 2008

MEUS CAMINHOS


De repente

Mauro Chagas

Sem mais nem menos

o céu chorou chuva
e os teus olhos nublados
de ciúmes não viram
o meu desejo gritar vermelho

apagou-se o brilho
dos nossos sorriso
eróticos e nervosos
agora só carícias e câimbras

Mas amanhã será outro dia
e terei na ponta dos dedos
estes lábios doces feitos morango
O sol brilhará darei risada

Se chover o céu desenhará arco íris
coloridos como nosso gosto de gostar.

Nenhum comentário: